Sobre a peça

Texto: Marcello Airoldi.

Direção: Marcello Airoldi.

Elenco: Dani Moreno, Eugênio La Sálvia, André Capuano, Juh Vieira, Fagundes Emanuel, Willian Guedes e Mauricio Damasceno.

Teatro Show com desconto

Por causa de uma grande tristeza sofrida, Menino começa a enxergar em preto e branco, não consegue mais ouvir músicas, além de não enxergar mais as palavras escritas.
A relação com o pai músico torna-se um desencontro, já que Menino deixa de ouvir os sons que saem de sua flauta simbolicamente evidenciando a distância entre os dois.
Tudo isso por causa do Mequetrefe Sorrateiro, que rouba todos os sonhos e desejos das crianças.
Junto com os outros personagens, como Pai, Mãe e Elias, o poeta do quintal, Menino
consegue se livrar do vilão que entristece a todos.
Mequetrefe Sorrateiro aborda o universo afetivo de um menino diante da separação de seus pais e sua transição da infância para a adolescência.
Com muita música, poesia e animações, a história de Menino é contada a partir de suas tristezas e alegrias e as consequências que estas trazem em seu aprendizado e amadurecimento.
Em sua trajetória, o contato com outros personagens o ajuda a reencontrar caminhos que pareciam perdidos. Temas como relacionamento, convívio com as diferenças e a autoconfiança são abordados no texto, apontando para o desenvolvimento saudável da criança.
O espetáculo tem dramaturgia construída a partir de rimas e canções.
Uma das ideias é que as palavras não apenas carreguem seus significados, mas sejam elementos de provocação a novos sentidos.
Na peça, as palavras encadeiam poemas, jogos, trazem novos olhares para os mesmos símbolos já conhecidos.
As rimas dão musicalidade às frases, embalando um jeito de ouvir a história que foge do convencional, caracterizando uma estética na composição das cenas.

Localização