Sobre a peça

Texto: Ronaldo Ciambroni

Direção: Luiggi Francesco

Elenco: Izildo Galindo, Mário Has, Jessyka Ribeiro e Guilherme Franco.

Teatro Infantil com desconto

Numa linda casa de campo morava Dona Porca Porpeta com seus Três filhos: Paçoca a mais velha, Pururuca e Costelinha, o mais novo. Certo dia os Três porquinhos decidiram morar sozinhos. Despediram-se de sua mãe e saíram pela floresta à procura de um bom lugar para montar as suas casinhas. Sua mãe Dona Porca Porpeta ainda avisou: “- Cuidado com o lobo que vive nessa floresta...”. Eles não ouviram e saíram cantarolando. Costelinha foi o primeiro a encontrar o lugar para montar sua casinha. Ela seria de palha. Logo apareceu o lobo espertalhão que assoprou a casa e a derrubou. Depois foi a vez do Porquinho Pururuca, ele construiu uma casinha de madeira, claro. Com as madeiras caídas para não desmatar as florestas. Como já era de se esperar, surgiu o Lobo novamente e derrubou a casinha, mas o porquinho, muito esperto, preparou uma bomba na porta de traz da casa, ela explodiu deixando cair uma colmeia de abelhas na cabeça do lobo. Assim depois de duas casinhas destruídas, foi à vez da Porquinha Paçoca construir a sua casa em local adequado e ensinar as crianças a preservar a natureza com a ajuda de seus irmãozinhos. Construíram uma linda casa de tijolos, bem forte. Os porquinhos armaram uma armadilha para o lobo e o coitado ficou todo arrebentado. No final dessa história o lobo ficou todo machucado e cansado desses porquinhos danados, e então, decidiu voltar para casa da sua mãe.

Localização